EPÍLOGO

20 anos depois
Meu nome é Josephine. Mas eu era Nicole. A mesma garota que se apaixonou por um anjo amaldiçoado sete vezes, e sete vezes foi morta. Morta pela sina do pecado de seu pai. Por uma sombra que atormentou grande parte de sua vida, mas ele agora é livre. Não lembro como morri, nem na última nem em nenhuma das outras vidas que tive. Mas sei que não foi planejado que acontecesse.
Evan me contou que sempre fora apaixonado por mim. Desde o princípio. E eu sei, agora, que também o amei. Sempre. E sempre vou amar.
Me propôs a vida eterna, e acredito que ficaremos juntos por mais muito tempo a partir daqui. Sempre tive curiosidade em saber o que irá acontecer daqui 100 ou 200 anos. Ele me falou que eu também pensava assim há tempos atrás. Acho que essa será minha escolha, no final. Ficar aqui. Viver.
E essa é uma das melhores coisas que eu poderia querer. A vida é uma jornada onde nosso principal objetivo é adquirir conhecimento, não somente intelectual. Devemos sempre buscar formas de melhorar aquilo que fomos um dia e aperfeiçoar a nossa maneira de pensar. E consiste nisso tudo. Esse longo caminho que temos que trilhar. Algumas coisas acontecem para que aprendamos com elas. Outras, porque simplesmente tinham que acontecer. Não acho que nada seja por acaso.
Não acho que nada tenha acontecido sem ter uma razão.